domingo, 27 de novembro de 2016

Bolo de amêndoa... o Melhor do Mundo!


Bolo dos Noivos - III

Esta é a receita de um dos bolos do casamento, ou melhor, de dois bolos. Foi a única receita que repeti nos bolos de casamento mas, pelo que vi, foram os bolos que desapareceram mais depressa.

Esta é uma receita de família! É mesmo o melhor bolo de amêndoa do mundo!


Não me lembro de quem era esta receita, aliás, nem sei se, na família, alguém se lembra. Em bom rigor, nem sei bem se nasceu na família mas, quando falamos em “receita de família” pode ser porque é o bolo que mais se repete, nas festas de família… Ou, como diz o meu irmão, o bolo que mais se fazia. Agora a mãe e tias andam muito cansadas de fazer bolinhos! Mas cá estou eu para me encarregar dessa parte!
Não havia festas de aniversário, comunhões, batizados, passagens de anos e afins que não tivessem este bolo!
É um bolo de festa! E, numa festa, este bolo é sempre o Rei! Brilha sempre e nunca passa despercebido! É um bolo para ocasiões especiais… por isso, foi o meu bolo de aniversário.
Gosto muito do meu dia de aniversário e de, ao fim do dia, juntar a família, nela se incluindo os amigos mais chegados porque, como diz uma dessas amigas, “os amigos são a família que nós escolhemos”.

Este ano, havia mais um motivo para a festa! O Meia Malga fez, nesse dia, um mês!
O Meia Malga fez um mês e estou muito contente com o meu Blog, com a concretização de um projeto e também com o vosso entusiasmo e incentivo… por isso, vamos festejar com a partilha desta receita tão especial…
















Bolo

Ingredientes:
250 gr de amêndoa (com pele)
200 gr de açúcar (a receita original tem 250 gr)
8 ovos

(O bolo das fotos tem o dobro dos ingredientes)
Como podem ver, é (mais) um bolo sem glúten!

Aquecer o forno a 220º.
Picar grosseiramente as amêndoas com a pele, numa picadora ou num robot de cozinha. Não picar demasiado.
Separar as gemas das claras.
Bater as claras em castelo, com uma colher de sobremesa de açúcar, até ficarem bem firmes. Afastar de uma fonte de calor.
Bater as gemas com o açúcar muito bem, no mínimo 10 minutos.
Reduzir a velocidade da batedeira e acrescentar, aos poucos, a amêndoa picada. A meio, aumentar a velocidade para o máximo.
Esta massa fica muito espessa. Se a batedeira “não aguentar”, misturar com uma colher de pau.

Como viram, até aqui, é uma receita fácil e rápida. Mas metade do tempo de confecção vai ser gasto no último passo. Este passo deve ser feito com tempo e sem fazer batota.

Acrescentar, gradualmente, àquela massa (e não o contrário), as claras em castelo e envolver. A massa está dura mas não vale mexer. Têm de envolver como já expliquei. Aos poucos, a massa vai ficar mais leve, fofa e com bolinhas de ar. Está perfeita!
Vão ficar com o pulso e o ombro a doer… mas, quando estiverem a comer o bolo, já nem se lembram disso!

Separar a massa para fazer um bolo em duas camadas.
Untar a forma com muita manteiga e polvilhar com farinha e sacudir. O ideal (nunca faço porque não tenho paciência mas fiz no casamento) é untar com manteiga, forrar a forma com papel vegetal no fundo e untar novamente e polvilhar com a farinha.
Por vezes e por motivos que não entendo, este bolo fica com algumas partes agarradas ao fundo da forma (o papel vegetal previne isso) ou desfaz-se ao desenformar. Se isso acontecer, não tem mal nenhum… Tirem as partes coladas e montem o puzzle. Com os ovos moles, não se vai notar.

Reduzam a temperatura do forno para 200º e coloquem o bolo. A partir de 20 minutos comecem a fazer o teste do palito. Deve sair com umas migalhinhas.
Cozam depois o resto da massa, repetindo os passos.

Ovos Moles

Ingredientes
130 gr de água
250 gr de açúcar
12 gemas de ovos

Colocar a água e o açúcar em lume brando durante uns 10 minutos. (Na Bimby, 25m/Varoma/Vel 1)
Enquanto isso, coar as gemas num passador de rede fininha ou coador. Deve mexer com uma faca para ser mais fácil.
Desligar o lume e deixar arrefecer um pouco a calda de açúcar. (Na Bimby, deixar arrefecer até aos 60º graus.)
Posteriormente, colocar um pouco da calda na taça das gemas e mexer.
Levar novamente a calda ao lume brando e acrescentar as gemas, sempre, sempre a mexer até engrossar. (Na Bimby, colocar a borboleta, programar 7m/100º/Vel 1)
Montar e enfeitar o bolo imediatamente.

A minha mãe e as minhas tias faziam um doce de ovos diferente. Super fácil e muito bom! É só misturar com um garfo 6 gemas, 250 gr de açúcar, 1 chávena de chá de leite e um pouco de Vinho do Porto. Levar a lume médio, sempre, sempre a mexer até engrossar.

Devem estar a pensar o que estava nesta malga…




















É uma calda de “emergência”… para regar o bolo quando nos esquecemos do tempo de cozedura e o bolo ficou muito cozido.
Dá para este bolo e para outros… Num tachinho, coloquem 2 copos de água, umas colheres de açúcar, 1 casca de limão, 1 pau de canela e um pouco de Vinho do Porto. Deixem ferver. Piquem o bolo com um garfo e reguem com esta calda antes de colocar os ovos moles.

Quando se fazia este bolo lá em casa, eu já sabia o que me esperava na véspera. Como não fazia o bolo… era tão importante que era tarefa da minha mãe… cabiam-me as tarefas secundárias. Ralar e tirar a pele a amêndoas para enfeitar. Enfeitar este bolo significa sempre ovos moles e amêndoa sem pele torrada. Neste, não tive tempo de fazer a segunda parte!

Ralar as amêndoas para este bolo era sempre feito com um ralador destes…
Este já é de aço inox. Os mais antigos eram de latão. Colocavam-se as amêndoas na caixinha e era só dar à manivela… Alguém ainda tem um em casa?



A segunda tarefa, era tirar a pele das amêndoas para enfeitar… ferver água, desligar. Colocar umas amêndoas com a pele na água quente e deixar estar cerca de 5 a 10 minutos. Tirar a pele - apertar o fundo a amêndoa e a pele fica de um lado e a amêndoa do outro. Muitas vezes, a amêndoa sai disparada que nem a vemos.
Eram tarefas para fazer em frente à televisão porque demoravam…

Experimentem mesmo este bolo numa ocasião especial ou num dia em que precisam de um mimo especial. Este bolo ainda fica melhor nos dias seguintes porque a amêndoa vai libertando o seu óleo e ficam bem molhadinho.


Espero que gostem e… contem-me como foi!

4 comentários:

  1. O que posso dizer??? Um atentado ao bom senso!
    Só quem for louquinho é que deixa de lado uma tentação destas! Dieta... amanhã 😍
    Aiai...
    Beijinho
    CláudiaV

    ResponderEliminar
  2. Este bolo tem mesmo aquele ar de bolo de sempre, de família e que acompanha tantos e bons momentos. Adoro bolo de amêndoa com doce de ovos ou ovos moles, é de facto uma delícia.
    A receita que uma amiga minha faz e adoro leva só as claras com amêndoa e açúcar no bolo e as gemas vão para os ovos moles, também fica delicioso.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  3. A tua primeira frase define mesmo bem este bolo! É mesmo isso! O nosso bolo de família! 💛
    A receita da tua amiga também deve ser deliciosa e tem a vantagem de aproveitar os mesmos ovos!😉 Obrigada e um beijinho, Inês

    ResponderEliminar